quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Meias Verdades

Você certamente já arrastou para dentro da sua vida alguém que te faria feliz pelo resto de suas vidas, mas certamente, também não ficaram juntos por conta da distância, do ciúme, da desconfiança, da falta de atenção e inúmeros outros motivos.
O que se faz quando se perde quem se ama? Sofrer? Chorar? Gritar? Espernear? Humilhar-se para ele, ou ela, voltar? Não. Existe um único caminho seguro que você não sofrerá tanto. Entretanto procure nunca olhar para o passado. Mire, em algo que de alguma forma e independentemente de outras pessoas, te faça vencer em seus objetivos. Coloque na cabeça que o amor da sua vida está perdido assim como você, e que em algum momento você encontrará os olhos mais lindos, a boca mais doce, o cheiro mais persistente em suas lembranças, a pele mais quente e o amor mais infinito e verdadeiro.
A vida, enquanto isso não acontece, vai te testar e colocar em prova seus sentimentos, seus objetivos e suas escolhas.
Nem todas as escolhas são sadias com o tempo. Descobrimos que o arrependimento de fato existe e, também, descobrimos que erramos mesmo acreditando que era a melhor coisa para se fazer naquele momento.
Escolha bem. Uma balança em suas escolhas te coloca em caminhos diferentes no futuro, nos quais as escolhas passadas seriam impossíveis de mudar.
O tempo é, realmente, relativo. Escolhe-se sofrer por alguém que te deixou ou acreditar que o tempo fará o seu caminho cruzar com a pessoa que te quer?
Viva cada segundo do lado de quem você ama, mesmo sem saber se ele, ou ela, te ama da mesma forma e intensidade. Apenas viva com ela o que você viveria se tudo não fossem meias verdade e nunca chore pensando que errou. Pois, o único erro foi amar demais.

Por: Paulo Tavares Gurgel


É, amar é pros fracos, mas quem aqui não o é?

Um comentário:

.Fernando disse...

Mermão.. *olhando pra todos os lados*



TUDO VIADO!